quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Whalenausore Azoricus




Nos Açores a actividade de observação de cetáceos não funciona como deveria.

Os bons sentimentos e as grandes utopias dos anos 90 foram substituídos pelo apelo do lucro rápido e fácil. Alguns operadores tornaram-se mesmo nos campeões de “vira-casacas”!

É pena, porque nós tivemos realmente a possibilidade de construir um modelo turístico diferente, baseado no respeito pelos animais e pelas pessoas que nos visitam…

Os Açores têm potencial para isso!

Quero acreditar que ainda não é tarde demais e que amanhã consigamos responder às aspirações de um turista cada vez mais exigente e ao mesmo tempo combater o desafio da poluição global (económica, social, cultural, ambiental, desenvolvimento não sustentável etc.), ou a nossa actividade estará longe se ser inocente. Nesse caso seremos julgados pelas gerações futuras.

É por este motivo que é preciso inventar um espaço de partilha entre os operadores açoreanos (em substituição da moribunda associação AAEWW), aberto também a todos aqueles com ideias construtivas, quer sejam profissionais de qualquer canto deste mundo, quer sejam clientes, políticos, investigadores ou militantes de associações de preservação do meio ambiente…

Este blog dirige-se a todas as pessoas que não são demagógicas nem tímidas, mas que querem encontrar uma dinâmica de fundo positiva e respeitosa que nos permita sair do atoleiro que é a vulgarização do destino Açores.

Aqui trataremos dos problemas concretos ligados à nossa actividade. Afim de facilitar a comunicação, proponho que de futuro sejam utilizadas apenas dois idiomas: o português e o inglês.

Serge Viallelle
O Whalenausore Azoricus

A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados
Mahatma Gandhi





In the Azores whale watching isn’t working as it should.

The good feelings and great utopias of the 90’s were substituted by the appeal for easy and quick profit. Some operators have even become the turncoat champions, with the politicians blessing.

It’s a shame, because we really had the possibility to build a different tourism model, based in the respect for the animals and for the people who visit us...

The Azores have the potential for it!
I want to believe that it is not too late for us and hope that tomorrow we will be able to answer the tourist aspirations, each time more demanding. At the same time I want to believe that we can fight the challenge of the global pollution (economical, social, cultural, environmental, etc.), or our activity will be far to be itself innocent. In this in case we will be judged by the future generations.

This is the reason why it is necessary to create an exchange space among the azorean operators (in substitution of the dying association AAEWW), opening it to all those with constructive ideas, people from all corners of the world, being whether customers, politicians, researchers or associations of preservation of the environment.

This blog addresses to all of you, who have no wooden language nor are a shrinking violet, but to everybody who wants to find a positive dynamic, that allows us to leave the dead end that is the vulgarization of the destination Azores.

Here we will deal with the concrete problems in our activity. To ease the communication, I suggest that only two languages should be used in the future: portuguese and english.

Serge Viallelle
The Whalenausore Azoricus

The greatness of a nation can be judged by the way its animals are treated.
Mahatma Gandhi

2 comentários:

Nuno Pimentel disse...

Concordo com o Serge, a procura do lucro facil, a falta de respeito para com os animais,o excesso de embarcacoes, a falta de cultura civica fez com desaparecesse a magia do whale watching. O contacto com as baleias e golfinhos dos Açores já não é a mesma coisa, e para mudar o estado das coisas irá ser preciso muito trabalho.

manuel camara disse...

Caro Serge, contra factos não há argumentos.
Não será nunca pelo preço baixo, que esta actividade terá sucesso.Nem serão aqueles que o praticam, os que a irão manter.
Sugiro que da proxima proponhas 10€/pax, é um nº mais "redondo".